Escolas e mentes abertas! - .

10 janeiro 2022

Escolas e mentes abertas!



Hoje, a minha escola abriu portas para abrir portas.
Sinto um friozinho na barriga enquanto penso " A ver se é desta...".
A verdade é que mesmo não sabendo, pois  nem os cientistas que tanto sabem parecem saber, eu quero ir!

Contudo, este post é para vos falar de outra coisa, é para registar aqui que estou feliz por voltar a ver  os meus alunos que me dizem " Good Morning" com tantos sotaques diferentes. Os meus alunos são de Angola, de São Tomé, da Ucrânia, da Roménia, da Moldávia, do Brasil, de Marrocos, de Portugal e de tantos lados e, não obstante os desafios que me colocam por vezes, tem-me tornado uma professora melhor.

Sei que há quem defenda para os seus filhos escolas só com meninos provenientes de classe social X, que matriculam alunos em sítios onde os filhos vão conviver com alunos Y, que acham que os alunos só por frequentarem uma escola com nome Z  vão ter futuro assegurado. Como se enganam! É que o Futuro tem uma paleta de cores infinitas - e ainda bem- e os alunos estarão melhor preparados para ele se não  viverem num mundo  apenas com duas ou três tonalidades. 

A minha escola é pública, não tem equipamentos modernos, nela passamos frio e calor e sei das suas fragilidades e imperfeições. E, todavia, é uma escola que aquece, alimenta, desafia, acolhe, ensina,  procura abrir horizontes e tem as portas abertas a quem tantas vezes só as encontra fechadas.

Sei que pais, professores e alunos querem as Escolas abertas- saibamos nós, também,  escancarar as nossas portas!

( Foto minha, tirada com autorização em Angola, 2015)

2 comentários:

  1. Assunto forte e até triste... Gratidão

    ResponderEliminar
  2. SO true :)
    è preciso abrir as mentes e deixar que se viva num mundo real desde bem pequeno, assim a aprendizagem será progressiva e natural e a diversidade e dificuldades futuras serão encaradas como um pequeno obstáculo e não uma barreira intransponível... é o que tento transmitir ao meu filho :) ah e as notas valem o que valem se não forem tidas em conta as competencias pessoas e sociais não quantificáveis.

    ResponderEliminar